NiTfm live

gourmet e vinhos

É assim que os chefs curam as ressacas

Smoothies de fruta e legumes, ovos com bacon e açúcar e sopa de peixe foram algumas das sugestões partilhadas com a NiT.

É provável que acorde assim no primeiro dia do ano.

As ressacas não se evitam, curam-se. 1 de janeiro é tradicionalmente o dia da primeira grande indisposição (vamos chamar-lhe assim) do ano. Por isso, a NiT pediu a vários chefs portugueses as receitas e dicas perfeitas para curar a ressaca de forma eficaz.

José Avillez, do duas estrelas Michelin Belcanto, não tem por hábito beber, mas quando o faz é sempre com um bom vinho — logo, não sabe bem o que é uma ressaca. Já Benoît Sinthon, também com duas estrelas Michelin na Madeira, diz que água de coco natural é um bom remédio. “O álcool desidrata, é importante beber líquidos. Bolachas de água e sal com mel também ajudam a aumentar o nível de açúcar no corpo.”

Também para o Michelin Vítor Matos, do ANTIQVVM, beber é a melhor opção. Sugere uma água de coco com ananás, gengibre e hortelã. O ceviche com lavagante e abacate ou um creme de abóbora também são boas soluções.

Para Vítor Sobral o melhor que tem a fazer é mesmo beber uma canja ao almoço e muita água. “Uma técnica que resulta comigo é beber um bom Bloody Mary”, explica à NiT Miguel Paulino, do Sheraton Lisboa. Beber muitos líquidos é também o que Tiago Bonito, do estrela Michelin Largo do Paço, costuma fazer.

“Um chá de bolbo ajuda a melhorar rapidamente porque auxilia a função do fígado”, explica à NiT. Já Leopoldo Garcia Calha, do Café Garrett, o restaurante do Teatro Maria II, sugere uma açorda de bacalhau logo no primeiro almoço do ano.

Além destes truques, temos as receitas ideais de Valeria Olivari, do Las Cholas, Hugo Dias de Castro, da Casa de Pasto, Diogo Noronha, do Pesca, e Luísa Fernandes, do Peixe na Avenida.

Carregue na galeria para ver as receitas que os chefs usam para curar as próprias ressacas.