NiTfm live

cafés e bares

Verde Lima: o quiosque que se voltou (ainda mais) para o jardim

Já tinha uma grande zona ao ar livre no jardim da Amnistia Internacional, em Lisboa, e agora aposta mais no take-away.
A esplanada continua a funcionar.

Desde maio de 2016 que o Jardim da Amnistia Internacional, em Lisboa, perto da Praça de Espanha, ganhou nova vida com a abertura do Quiosque Verde Lima. Uma boa esplanada longe de confusões, sugestões saudáveis e espaço ao ar livre que irá ser melhor aproveitado com a reabertura feita depois das semanas em que estive parado.

Logo à partida à uma alteração provisória de nome, que irá ditar todo o conceito. De Quiosque Verde Lima passam a Jardim Verde Lima com uma aposta nas sugestões de take-away para que possa aproveitar o espaço ao ar livre com os petiscos e snacks de sempre.

O quiosque fica mesmo no jardim.

A esplanada vai continuar a funcionar, agora com o distanciamento de dois metros entre as mesas, também com o habitual serviço. O objetivo é que além deste espaço use o jardim como parte integrante do quiosque e das várias sugestões que tem disponíveis no menu.

Nas saladas há a de salmão ou atum com alface, rúcula, queijo feta, ovo, morangos, nozes, azeitonas e orégãos (6,90€), ou a de vitela ou frango com cenoura, tomate, abacaxi, nozes e orégãos (desde 6,50€).

As tostas também são outras das especialidades do Quiosque Verde Lima. Tem a de queijo ou a mista, mais comuns, mas também a de vitela, com queijo, tomate e com salada a acompanhar, ou a de frango (desde 3€).

Há saladas, tostas e muito mais.

Não faltam as taças de açaí com granola, banana e morangos (5,50€), o iogurte biológico com dois toppings à escolha, os gelados artesanais da Fini, ou o típico pastel de nata. Nas bebidas há imperiais, sidra, sangria, copos de vinho, gin e jarros de mojito.

O quiosque, agora jardim, vai estar aberto todos os dias entre as 11 e as 21 horas.

localização, contactos e horários

site e redes sociais