NiTfm live

cafés e bares

Pepicon Pâtisserie: o novo paraíso dos bolos caseiros chegou a Lisboa

Depois de uma loja online, a marca abriu um espaço físico na cidade, com uma oferta mais alargada e muitas calorias à mistura.
Há muito para escolher.

No primeiro ano em que o projeto arrancou, a Pepicon já vendia mais de 150 bolos por mês. Estávamos no final de 2017 e o negócio do casal Carolina Pepicon e Felipe Kineippe, ambos com 26 anos, já era um sucesso. Desde essa altura que pensaram em ter um espaço físico em Lisboa. O café finalmente inaugurou a 26 de outubro, perto da Cidade Universitária, no local onde durante os últimos meses já faziam toda a produção da marca.

Brigadeiros (1,20€), brownies (2,50€), pavlovas (3€), cupcakes (2,50€), tartes , cookies, bolos em pote, fatias de bolos ou inteiros. Na Pepicon encontra sempre uma solução doce, tudo caseiro e de produção diária. O negócio online mantém-se, continuam a receber encomendas, mas o casal de brasileiros convida agora todos a visitarem o pequeno café que abriram não muito longe da Universidade Católica.

Carolina Pepicon e Felipe Kineippe estudaram na mesma escola no Brasil, tinham vários amigos em comum e moraram no mesmo bairro no Rio de Janeiro. Ainda assim, a primeira vez que se viram foi em Portugal. Desde aí nunca mais se largaram.

Carolina veio para o País tirar uma pós-graduação em gestão de marketing. Felipe escolheu uma pós-graduação em gestão de empresas. Em outubro de 2017 começaram a namorar e seis meses depois decidiram investir neste projeto.

O red velvet é uma das sugestões.

Desde 2017 que produzem os bolos neste espaço, mas só depois de abril deste ano é que arrancaram as obras para o transformar num café. “A nossa preocupação era ter um espaço com boa acessibilidade, estacionamento à porta e que o cliente se sentisse em casa e gostasse de passar tempo aqui”, explicou Carolina à NiT.

“O foco da loja física é a venda de fatias de bolo e dos diferentes tipos de brigadeiro. Assim, as pessoas podem experimentar antes de comprar. Além disso, temos naked cakes prontos para quem precisar de um bolo de emergência, mas o ideal é sempre encomendar.”

Cobertura, recheio, tamanho, tipo de massa e decoração. Aqui é possível fazer bolos com os sabores e da forma que preferir. A Pepicon tem capacidade para 30 pessoas. “Para o novo espaço quisemos também trazer mais sugestões salgadas”, explica Felipe.

A vitrine está sempre bem composta.

No menu existem algumas sugestões brasileiras, como é caso das coxinhas (2,50€), o pão de queijo (3,20€), mas também há croissants. Pode pedir simples (1,40€), com manteiga (2€) ou até recheado com o que mais preferir.

O grande objetivo que têm é alargar a oferta tanto de doces como de salgados. Os recheios e as coberturas podem sempre variar, pelo menos entre o que está disponível na vitrine. Já nas encomendas, no caso dos bolos, tem chocolate, red velvet e pão de ló nas massas; chocolate branco, de leite, doce de leite, coco, pistácio, creme de avelãs e Oreo nos recheios.

O café apenas encerra às segundas. Já nos restantes dias há bolos entre as 13 e as 19 horas.

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Pepicon.

localização, contactos e horários

morada
  • Pepicon Pâtisserie [ver mapa]
    Av. Rui Nogueira Simões, 6, Lisboa
    1600-213 Lisboa
    localização
    Lisboa
site e redes sociais
horários
  • Das: 13:00
  • Às: 19:00
  • Fecha segunda-feira

ficha técnica

tipo(s) de cozinha
Pastelaria
intervalo de valores
Entre 10€ e 20€