Ginásios e outdoor

Agachamentos: dez formas de fazer o melhor exercício para o rabo

É um movimento funcional e simples, que simula o ato de sentar. É também o melhor para trabalhar as pernas e os glúteos. Mas há várias formas de o fazer: umas intensificam o exercício, outras acrescentam o trabalho de outros músculos. 

Nunca nenhum outro exercício foi tão popular entre as senhoras. Os agachamentos são um exercício funcional, que não utiliza material nenhum e que depende apenas do peso do próprio corpo. Simula o ato de sentar e, para que seja bem feito e incida nos músculos certos, tem de seguir algumas regras: os joelhos não devem ultrapassar a ponta dos pés, as costas têm de estar direitas, os joelhos não podem colocar-se para dentro e o abdominal tem de estar contraído.

Quem faz dezenas de agachamentos básicos todos os treinos, começa a deixar de sentir o efeito passado pouco tempo — os músculos já estão habituados e, por isso, deixa de custar. Isto levanta algumas questões relacionadas com a motivação e potência do treino: é sempre bom inovar e saber adaptar os movimentos, para que ir ao ginásio não se torne aborrecido e rotineiro. É importante sabermos progredir e, mais importante, termos vontade de nos superar, com movimentos mais puxados e exigentes. 

A NiT esteve com o personal trainer João Maldonado, do Holmes Place, para descobrir que variantes do agachamento existem. Umas utilizam saltos, outras materiais do ginásio. Umas acrescentam o trabalho de outros músculos do corpo e há ainda alguns que potenciam determinadas zonas das pernas e dos glúteos, os maiores grupos musculares do corpo humano. 

Ao todo temos dez variantes de agachamento para lhe mostrar. Para as conhecer, carregue na imagem. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT