NiTfm live

Alimentação Saudável

Diabetes: mil e uma formas de substituir o açúcar

Baunilha, canela, abóbora ou manjericão são algumas das opções. A NiT falou com a dietista Joana Ramos Oliveira que nos mostrou como há tantas alternativas saudáveis para adoçar a comida.
Há várias formas de substituir um dos vilões da alimentação.

14 de novembro é o Dia Mundial da Diabetes uma doença que afeta 13,1 % da população portuguesa, mais de 1 milhão de pessoas, entre os 20 e os 79 anos, de acordo os últimos dados disponíveis no Relatório Anual do Observatório Nacional da Diabetes.

De uma forma simplista, esta é uma doença em que existe excesso de açúcar no sangue. Há uma deficiência na produção de insulina, no pâncreas, e com isto a glicose (açúcar) não é absorvida pelas células, ficando na corrente sanguínea.

No dia assinalado mundialmente para a sensibilização desta doença, a NiT falou com Joana Ramos Oliveira, dietista e consultora da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, que mostrou várias formas de substituir o açúcar, na culinária.

Das mais comuns, como a banana, as tâmaras ou a canela às ervas aromáticas, bem menos prováveis, são todas saudáveis. E se tiverem uma fonte de gordura boa associada melhor: pois a digestão dos hidratos de carbono vai ser feita de uma forma mais lenta.

Ainda na confecção de sobremesas ou de outra receita que leve farinha de trigo Joana Ramos Oliveira aconselha a trocá-la “por uma farinha menos refinada: farinha de aveia, farinha de trigo integral, farinha de espelta, farinha de arroz se for integral, ou de um fruto gordo, por exemplo de amêndoa.

Carregue na imagem e saiba as mil e uma formas de adoçar a comida sem utilizar aquele que é considerado um dos maiores vilões da alimentação.