NiTfm live

Música

Tudo o que tem que saber sobre Alok em menos de um minuto

É filho de duas lendas da eletrónica, tem um irmão gémeo e vai tocar pela primeira vez em Portugal no Carlsberg Where´s The Party?, em Cascais.

Há 15 anos, ele era o mais novo espectador nos concertos de Ekanta e Swarup, duas lendas do trance na cena eletrónica brasileira. O miúdo chamava-se Alok e as lendas eram os pais, o casal Petrillo. Hoje, com 24, é um dos nomes fortes da música eletrónica e vai estar em Portugal para tocar no Carlsberg Where´s The Party?, a 27 de junho, na Marina de Cascais. Um evento realizado em parceria com a NiT.

O DJ brasileiro não fala muito mas quando o faz, parece seguro. Gosta de se descrever apenas como “explosivo”. É isso que se espera de alguém que foi batizado pelos pais com um nome indiano que significa “fora deste mundo”.

Alok nasceu no Distrito Federal, no Brasil. Quando tinha 12 anos já brincava com uma mesa de mistura. Ao contrário dos conselhos que a maioria dos pais dá aos filhos, Juarez Petrillo incentivou a vocação de Alok — apesar de preferir que ele tivesse seguido o seu género favorito, o psytrance.

Mas Alok Petrilho gostava mesmo era de tech house e foi com esse estilo que se tornou num dos DJ mais conhecidos do Brasil. Dez anos depois, é o próprio pai a dizer que tem orgulho na teimosia do filho.

Este vai ser o primeiro concerto do brasileiro em Portugal. Diz que está à espera de encontrar pessoas “bonitas e alegres”

“Cresci no meio de festas e festivais de música eletrónica. É por isso que os meus laços afetivos com o género são tão fortes”, explica à NiT.

O primeiro projeto surgiu em conjunto com o irmão gémeo Bhaskar, com quem formou a dupla Logica. Acabaram por se separar e seguir caminhos diferentes. O primeiro êxito de Alok foi o remix de um tema de Snoop Doggy Dog e que tem quase 3 milhões de visualizações no YouTube.

Há um documentário sobre a sua rotina como DJ, chamado “New Design”; faz parte da lista dos 150 melhores DJ do mundo para a revista britânica DJ Mag; e foi eleito como o melhor DJ brasileiro pela inglesa House Mag.

Inglaterra, Alemanha, Austrália, Lituânia, Holanda, Áustria, Estados Unidos, México, Chile, Argentina e Peru. Ele já passou por todos estes país, excepto Portugal. A estreia acontece a 27 de junho. Alok diz que está ansioso, mas é honesto quanto às expetativas: “Espero ver pessoas bonitas e alegres”.

Qual é o tema que todos temos de saber antes do concerto? “Têm que ouvir a ‘Dance’”. Pode ouvi-la no perfil de Soundcloud de Alok.